tijolices

Para ir sendo construído, disse eu no início. A obra acabou.

Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

sexta-feira, abril 22, 2005

Tijolices

As tais palavras dos outros que eu vou “escrevendo”…

"Não estava sozinha, ou talvez apenas sem a companhia ideal, facto que esperava ter conseguido ocultar. A companhia que presentemente se lhe oferecesse seria aceite, ainda que não activamente procurada. Que ainda tivesse acesso a essa companhia era espantoso, pensou, dada a sua natureza um nadinha distante. Na manhã serena, sentiu-se revigorada, agradecida. Achou maravilhoso que ainda pudesse postar-se à janela e observar o voo de um pássaro, ainda conseguisse (de vez em quando) comer com apetite, ouvir vozes para além da sua. Reconhecia a necessidade de se redimir — pela falta de alegria, pelo fatalismo, pela cautela — no tempo que lhe restava."

In Visitas, Anita Brookner, Editorial Notícias, Março de 2000

18 Comments:

Blogger Tão só, um pai said...

... bom dia ... sim, revigora-te, nesta tua janela ...
... isso é que foi uma noitada ...
... vejo que ainda estás a dormir ... que bom ...

22 abril, 2005 07:40  
Blogger lobices said...

...neste mmento, chega um :) e um *?...
(a música de hoje é linda)
(aqui chove mas é como se estivesse sol)

22 abril, 2005 09:54  
Blogger Raquel V. said...

Olá, um beijinho de bom dia Mitsou. *

Tão bonito o texto, essencialmente pela capacidade de escrita nele contida... deixa-me triste pq me sinto tão distante de algo assim... deixa-me feliz por por poder ler algo assim...

22 abril, 2005 10:12  
Blogger TMara said...

sábias palavras k a todas nos apanham num ou outro momento. Bj grande e bom 25 de Abril.

22 abril, 2005 10:24  
Blogger JMTeles da Silva said...

Obrigado pelo abraço do Tejo. É o segundo abraço que dele recebo. O primeiro foi uma vez que a ele caí vestido, há muito tempo :))).
Quem toca hoje? Cleidermann (já nem me lembro se é assim que se escreve). Bjocas e um bom fim de semana.

22 abril, 2005 10:45  
Blogger Mitsou said...

Lobices e JM: Com ambos se referiram ao fundo musical, informo: o intérprete é o pianista neozelandês Carl Doy :) Bjs

22 abril, 2005 10:56  
Blogger Alexandre Sousa said...

Uma questão: não será que estás demasiado tempo fechada entre quatro paredes?
O mar está ali mesmo, ao dobrar da esquina, à espera.

22 abril, 2005 12:27  
Blogger wind said...

Lindo o que está escrito:) beijos*

22 abril, 2005 13:01  
Blogger AS said...

Mitsou... a poesia também por vezes se esconde nos olhos vazios, à espera de uma lua azul que tarda sempre em chegar! Não fiques á espera. Vai!...

Um beijo e bom fim de semana

22 abril, 2005 13:22  
Blogger BlueShell said...

Não estou nos meus melhores dias...
Venho deixar um beijo. BShell

22 abril, 2005 17:46  
Blogger Raquel V. said...

Olá, venho deixar um beijinho para o caso de já n blogares mais hoje :) até amanhã ou bom fim de semana :)*

22 abril, 2005 20:33  
Anonymous Anónimo said...

Bom fim de semana :)

Maite

22 abril, 2005 21:09  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Mitsou
Assim... tão triste... bfs
Um beijo
Daniel

22 abril, 2005 21:16  
Blogger andorinha said...

Hoje só para te deixar uma grande beijoca e desejar bom fds.

22 abril, 2005 22:15  
Blogger agua_quente said...

Belas mas tristes palavras essas! Beijos, Mitsou!

22 abril, 2005 23:16  
Blogger lique said...

Olá minha linda, estou de volta depois de uma semana estafante. Li estas palavras de tristeza mas ao mesmo tempo gratidão pelo que a vida ainda tem para dar. Bonito. Beijinhos

22 abril, 2005 23:23  
Blogger Madalena said...

Cinda, a tradução é uma arte muito talentosa. Não é para qualquer um. Parabéns!

22 abril, 2005 23:41  
Anonymous Ni said...

Belo excerto Mitsou!
E o Carl Doy,não doi nada...pelo contrário até alivia a alma.Não conhecia,gostei muito.

23 abril, 2005 02:27  

Enviar um comentário

<< Home