tijolices

Para ir sendo construído, disse eu no início. A obra acabou.

Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

segunda-feira, agosto 22, 2005

Cuerpo sin alma

Una lluvia que no cesa
Un suspiro que perdí
Si tu cuerpo no me quiere
Yo no quiero mas de ti
El sol que no sale
Este viento que me duele
Estas noches invernales
Que no me dejan dormir
No viviré ¡
Dolientes palabras
Destino sin fin
Un cuerpo sin alma
No puede cantar
Medio frío, medio fuego
Castigada por amar
Esta vida se me escapa
Como un río que se va
Sigo llorando
Malgastándome la vida
Más que odio, me detesto
Y si mi amor en vez de paz
Guerra me da
Dolientes palabras
Destino sin fin
Un cuerpo sin alma
No tiene mas futuro que morir
Respóndeme Señor
Contéstame, por Dios
No puedo hablar
Dolientes palabras
Destino sin fin
Un cuerpo sin alma
No tiene mas futuro que morir
(Emma Shapplin)

26 Comments:

Blogger wind said...

Linda música:) beijos

22 agosto, 2005 00:37  
Blogger lazuli said...

Há pouca gente como tu, que consegue fazer dum poema e duma música.. um lugar onde apetece estar, e ficar assim... Um beijo. Fernanda.

22 agosto, 2005 02:31  
Blogger Anna^ said...

Faço minhas as palavras da lazuli.

Uma boa semana querida Mitsou!!!

bjokas ":o)

22 agosto, 2005 09:52  
Blogger AS said...

OLá Mitsou,
Um poema lindo e uma música excelente!...

Um beijinho

22 agosto, 2005 09:53  
Blogger Raquel V. said...

Caramba querida mana... ficou um conjunto LINDO... a imagem, o poema e a música dele... LINDO... belíssmo post! Mil beijos de quem tantas vezes deixa o teu blog como pano de fundo enquanto faz outras coisas...

Eu que não sou adoradora de entrar nos blogs e 'topar' com músicas... no teu nunca me arrependo de as sentir, sabes isso não sabes?

:*

22 agosto, 2005 10:11  
Blogger Laura Lara said...

Olá Mitsou
Parabéns pelo teu aniversário. Também és do meu signo. Desculpa o atraso. Um grande beijinho embora fora do tempo.

22 agosto, 2005 10:30  
Blogger smartins said...

Muito bom mesmo....

22 agosto, 2005 11:21  
Anonymous Kitaro said...

But I want to live; I need you with all my body and soul; I do not want to die.
My kitaro`s kiss to the "médio frio, médio fuego"
Excelent choise.
CONGRATULATIONS
Seriously.

22 agosto, 2005 11:37  
Anonymous Anónimo said...

The cotonete comes to thanks your visit on his blog. A big smille in his face brings him the full satisfation to this day.
Em relação a este seu post de hoje, só tenho que a louvar pela bela e perfeita escolha.
Se existe algo que me eleva a Alma aos píncaros da sensibilidade do Amor, da Paz e da Harmonia, é este género de melodia.
OBRIGADO pelo belo momento que me proporciona a ouvir esta melodiosa melodia.
Que a LUZ a ilumine da mesma forma que este momento me exalta!

22 agosto, 2005 11:43  
Blogger lobices said...

...depois de todos os merecidos elogios dos meus antecessores comentantes, que dizer da bela escolha que tiveste...
...por favor, se puderes, envia-me a música: é LINDA (perdão, como tu o és...)
...um beijinho

22 agosto, 2005 11:46  
Anonymous Anónimo said...

Morrer agora seria uma benção!

22 agosto, 2005 13:28  
Blogger augustoM said...

Mitsou, o meu espanol é muito fraco, mas deu para entender que quando um corpo perde a alma, a sua essência, só lhe resta morrer.
Um beijo. Augusto

22 agosto, 2005 13:31  
Blogger Caracolinha said...

Pois é ... o teu blog tem o dom de me fazer ficar com ar de patareca a olhar para o monitor, a acompanhar as lindas palavras cantadas que oiço a Emma Shapplin cantar ...

Beijinhos Arrepiados ~:o)

22 agosto, 2005 14:16  
Blogger Alexandre Sousa said...

Quem disse que o belo não se suplanta? Eis aqui a prova provada. Até agora tudo era belo neste espaço, hoje o sublime montou arraiais. espaço

22 agosto, 2005 14:23  
Blogger Nilson Barcelli said...

O poema é belíssimo (nunca tinha lido nada da autora).
Também não conhecia o teu blogue. Visitei-te porque vi um comentário teu (que gostei). E ainda bem, porque o teu blogue é óptimo. Por isso voltarei mais vezes.

22 agosto, 2005 16:12  
Anonymous zezinho said...

Temo que mesmo um corpo com alma, acabe por morrer..
Beijinhos

22 agosto, 2005 16:24  
Anonymous lique said...

Muito belo, este post, Mitsou. Um beijinho grande.

22 agosto, 2005 22:12  
Blogger Raquel V. said...

Uma beijoquinha blogueira para a minha querida Mi :*

22 agosto, 2005 23:14  
Blogger lazuli said...

Mit, com que então Peniche? Tiveste mais sorte:)
Eu cá só tive direito a uma alheira de Mirandela..Beijos! Fernanda

23 agosto, 2005 03:20  
Blogger António said...

Obrigado pela visita ao meu blog.

A canção é cantada pela Emma Shapplin, certo?
Mas canta esse belo poema escrito em castelhano. É um original de algum poeta espanhol, presumo. Quem é, sabes?
(o homem é curioso e chato...safa!)

Jokinhas

23 agosto, 2005 09:21  
Blogger Mitsou said...

António e demais curiosos :)

O poema é cantado pela Emma Shapplin mas de autor desconhecido, tanto quanto pude apurar.

Beijinhos a todos e fico muito feliz por gostarem da minha escolha.

23 agosto, 2005 09:30  
Anonymous Anónimo said...

I would die in your arms with the sound of this melody.

23 agosto, 2005 10:31  
Anonymous Maria do Ceu said...

Bonito selecção de poema. Beijinhos.

23 agosto, 2005 10:48  
Anonymous Menina_marota said...

Belo este momento...este fundo musical é soberbo!!

Grata pela partilha ;)

23 agosto, 2005 15:10  
Anonymous Kitaro said...

And when your body's had enough of me
And I'm layin flat on the floor
When you think I've loved you all I can
I'm gonna love you a little bit more

23 agosto, 2005 15:56  
Blogger TMara said...

nada a acrescentar. Só deixa´-lo actuar em nós. Bj e ;)

01 setembro, 2005 08:28  

Enviar um comentário

<< Home