tijolices

Para ir sendo construído, disse eu no início. A obra acabou.

Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

segunda-feira, fevereiro 07, 2005

Contabilidade

Ando há dias a matutar numa frase sábia que li no blog da Thita (abcdosmiudos.blogspot.com). E, como tantas vezes sucede nestes casos, pensei: «É mesmo, é isso mesmo!» Porque há sempre, acaba por chegar sempre, um dia em que fazemos um balanço da nossa vida e não nos agrada o saldo que lá aparece. Pedimos então um extracto de conta com os movimentos todos, só para confirmar. E lá estão eles, os créditos e os débitos. Bate certo, o saldo. Aplicámos um capital de entusiasmo proporcionalmente inverso aos resultados obtidos. Recusámos investimentos por mera desconfiança. Poupámos para futuras necessidades. Tudo certinho, como deve ser. Mas podíamos ter arriscado mais. Conclusão: não convém deixar atrasar esse relatório de contas. Convém, isso sim, comprar acções como esta:
"Não faça de sua vida um rascunho, pois pode não dar tempo de passar a limpo." (André Rossato).

4 Comments:

Blogger lobices said...

...gostei!... (principalmente do conselho: "não usar um rascunho porque pode não haver tempo de o passar a limpo"...perfeito)... :)*

07 fevereiro, 2005 20:18  
Blogger TMara said...

Porque será k as coisas + simples são sempre as k complicamos? Bom lembrar:) Esta frase, tão simples, encerra tanta sabedoria. Bs e ;)

08 fevereiro, 2005 10:39  
Blogger Poemas de amor e dor said...

A contabilidade faz sempre falta nas nossas vidas. De vez em vez devemos dar balanço e prestar contas. Felicidades Rogério

08 fevereiro, 2005 23:26  
Anonymous Fernando Catafesta said...

Oi, estava procurando o soneto numero 23 de W.S. e acabei ncontrando em seu blog.

Comecei a olhar seu blog e achei a música que nele contém, muito linda,
poderia me informar qual música é essa, o nome e o autor, ou se puder me passar ela por e-mail?

Muito Obrigado, Fernando Catafesta, São Paulo, Brasil

fernando_catafesta@hotmail.com

21 setembro, 2006 18:00  

Enviar um comentário

<< Home