tijolices

Para ir sendo construído, disse eu no início. A obra acabou.

Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

sexta-feira, maio 27, 2005

Weird

Gesticulava, empolgada na discussão. Sempre a andar pelo passeio, até à esquina. Os carros paravam na passadeira mas ela não atravessava. Tal como eu, os condutores olhavam-na surpreendidos. Do quiosque dos jornais, observei-a melhor, embora só a visse de costas. Uma mulher ainda jovem, bem vestida e bem calçada. Cabelos compridos, brilhantes e bem tratados. Mas a falar sozinha? E sempre a mexer os braços? Estranho… Só quando me pus ao lado dela, para atravessar, é que vi o “bluetooth” entalado na orelha, que os cabelos tapavam parcialmente. Um kit mãos livres? Mãos livres para quê? Ah, pois, para gesticular!

27 Comments:

Blogger Raquel V. said...

LOLOLOL

Uma vez vi uma cena dessas, bem vestida... tudo o que descreveste...

Mais tarde li qualquer coisa sobre o facto de o progresso nos deixar entre o real e o irreal (dos loucos, lunáticos, etc) num limbo muito ténue...



Beijinhosssssssss de uma fantástica (e GRRRRR de manhã pourmoi) para ti e o teu tijolito... ;)
:*
:*

27 maio, 2005 08:02  
Blogger JMTeles da Silva said...

Seria Itáliana a mocinha?
Beijinhos Mitsocas e não trabalhes muito, óvistes? Até segunda.
PS: eu não tenho Denteazul

27 maio, 2005 09:03  
Blogger Tão só, um pai said...

Bom dia, Mi, com um abracinho e um repenicado. Pois, há pessoas que gesticulam muito, e falam pouco ... ou não dizem nada ... mas chamam a atenção de todos ...

27 maio, 2005 09:39  
Blogger TMara said...

lol :D ainda estou rindo do delicioso texto. Bj grande e muita luz e paz

27 maio, 2005 10:10  
Blogger wind said...

Gargalhadas, que situação:) beijos

27 maio, 2005 10:10  
Blogger jotakapa said...

O progresso e a tecnologia acaba tantas vezes por nos deixar mais tempo livre para parecermos ridículos :)

Alguns anos atrás, quem diria que iriamos andar pela rua a falar sózinhos sem termos medo de parecermos doidos? :)

27 maio, 2005 10:16  
Blogger gato_escaldado said...

o mundo é um lugar estranho. valham-nos as mãos. e o que elas "falam". gostei mto. beijo

27 maio, 2005 10:32  
Blogger lobices said...

...mãos livres?
...quem sabe se para um abraço!...
:)**

27 maio, 2005 10:34  
Blogger Anna^ said...

No mínimo é uma situação caricata,quer para quem vê,quer para quem fala...pq pelos vistos n fazem a minima ideia do "papelão" a q se sujeitam.
bjokas e um excelente fds Mitsou ":o)

27 maio, 2005 11:20  
Anonymous Kapa said...

Tecnologia, nossa linda tecnologia, que nos faz fazer figuras estranhas e por vezes estupidas. Um bom fim de semana

27 maio, 2005 12:23  
Anonymous Guadalupe said...

Fez-me lembrar uma cena com a minha mãe..íamos num autocarro as duas.
Sentada ao lado dum rapaz numa situação igual à que descreves, ela ia ouvindo, ouvindo...atentamente, até que não resistiu e disse-lhe: ó filho, desculpa lá mas não tens razão nenhuma, andas a culpar a Sara por uma coisa de nada, porque se reparares bem..blabla..e assim continuou...
E qual não foi o meu espanto quando o vi a dar-lhe atenção. No resto do percurso, ela continuou a dar-lhe bons "conselhos", que ele ouvia atentamente e aquilo parece que resultou..E tiveram uma conversa bastante animada:)
Mal imagina a Sara:)
beijinhos, Mitou**

27 maio, 2005 12:46  
Blogger Eva Lima said...

Já assisti acenas dessas, mais no masculino.
Cada vez falamos mais e comunicamos menos. Já reparaste que as pessoas falam mas, realmente, não querem ser ouvidas, nem querem ouvir o outro?

beijinho

27 maio, 2005 13:43  
Blogger bertus said...

..."tudo" começou há muito pouco tempo quando vimos alguém a falar para um telemóvel e a gesticular com uma mão. Hoje, o móvel "desapareceu" e temos as duas mãos livres para gesticularmos.
Será que "amanhã" deixamo-nos de nos mover e falar?!

Beijos e intés!!

27 maio, 2005 18:29  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Mitsou
Um destes dias só verás pessoas com olhos parados, inertes... a comunicação é feita sem gestos, sem palavras... todos comunicamos através do chip pré-instalado na nossa cabeça...
Um beijo
Daniel

27 maio, 2005 19:17  
Blogger stillforty said...

Tudo começou com os italianos...só falam com as mãos.
Per favore!!quella è una brava raggazzinnnna!!quanta è bella!!!!Belísssssiiimmma!!!
Sou perita em italiano, tá-se a ver, não tá-se?

27 maio, 2005 19:48  
Blogger Fernando B. said...

Uma divertida crónica do nosso quotidiano.

E com respeito ao jantar?

Beijocas,

27 maio, 2005 20:40  
Blogger Alexandre Sousa said...

Por estas e por outras é que eu falo pouco. Antes escrevia com a caneta (que adoro) e era a mão que percorria o papel a um ritmo sempre certo, até parecia um bailado. Depois o teclado e oito dedos a moverem-se, sem sintonia e nenhuma melodia. Coisas dos tempos.
Bom fim de semana

27 maio, 2005 23:00  
Blogger Raquel V. said...

Querida Mi, jinhos para ti :*
e muitos sorrisos também e pouco tijolinho ;)


(q xoneira...)

27 maio, 2005 23:43  
Blogger AS said...

Mas podes crer que em muitos casos é puro exibicionismo!... eu conheço casos desses! A sociedade em que vivemos alterou não só os valores mais intrinsecos da pessoa humana, mas sobretudo os comportamentos.

Um beijo e bom fim de semana

27 maio, 2005 23:43  
Blogger Madalena said...

Eu só vejo gente a falar sozinha.
E o pior, Cinda, é que eu acho mesmo que as pessoas já nem se ouvem, só falam, falam...
Infelizmente já não ouvem...
Beijinhos!

27 maio, 2005 23:56  
Blogger Night Wolf said...

O que as pessoas fazem para serem notadas...
Uivo doce.

28 maio, 2005 01:41  
Blogger Cris said...

Ahahahhahaahahah... ai q esta até doeu!
Eu uso mt o auricular enqt conduzo e já me aconteceu que ao chegar ao meu destino a conversa ainda n acabou e eu continuo-a sentada no carro com as mãozinhas a gesticular (Pois então) e, muitas vezes, com uma boa dose de gargalhadas a compôr o ramalhete. E... a verdade... é q um dia destes qd me dei conta tinha uma senhora pendurada na janela do meu carro a perguntar se eu me estava a sentir bem...
Estás a imaginar, Mitsou? Consegues imaginar a minha cara perante tal pergunta?

Ai!... :)

beijinho

28 maio, 2005 02:14  
Blogger António said...

ah ah ah
Como tudo, as novas tecnologias também tem de ser tomadas com bom-senso.
E aproveito para te dizer que ainda este fim de semana aparecerá uma nova e horripilante história.
Chamar-se-á:
"Eu, assassino"
Vai tomando calmantes...eh eh eh
Jinhos

28 maio, 2005 12:45  
Blogger Faroleiro said...

Essa entrada fez-me lembrar algo que não sei quem disse:

"Those who dance are considered insane by those who cannot hear the music".

28 maio, 2005 18:57  
Blogger Raquel V. said...

Abri o tijolices para deixar aqui um comentário sobre como me apetecia que este sábado fosse plantar batatas... e a música fez "POP"... saltou, explodiu e deixou-me aqui a abanar de um lado para o outro também :) como só algumas músicas q tu escolhes me fazem sentir!
Aqueles pedacinhos de felicidade que a música desperta em nós andam aqui ao saltinhos!!

weirdddddddddddd...? NO!
Just happy!


Mizinha, uma beijoca enorme :* e até amanhã :)


(musiquinhaaaaaaaaaaaa please...)

28 maio, 2005 19:56  
Blogger António said...

Pois é!
Cada vez me dá mais gozo escrever.
Mas o tempo para isso é pouco.
E o próximo mês de Junho vai ser complicado profissionalmente.
Mas vamos ver o que se arranja.
Tenho uma lista de assuntos (e não só histórias) para ir debicando um de vez em quando.
Bom domingo
Jinhos

28 maio, 2005 21:24  
Blogger Faroleiro said...

Vim passear outra vez no teu jardim idílico e aproveito para elogiar (o obvio) a estética, o layout e os conteúdos do teu blog.
(Sim, também acho engraçado e curioso ver alguém dançar ao som de certas musicas.) :)
jinho pra ti

28 maio, 2005 22:08  

Enviar um comentário

<< Home