tijolices

Para ir sendo construído, disse eu no início. A obra acabou.

Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

domingo, maio 22, 2005

Não há bela sem senão...

A Internet veio ajudar ou atrapalhar a filosofia?
Penso que a Internet está muito ligada à questão de se estar só. Torna-se cada vez mais difícil uma pessoa ficar sozinha com os seus pensamentos, desenvolvendo as suas ideias independentes. (…) Somos permanentemente bombardeados pelas ideias alheias. E a Internet é um passo naquela direcção: tudo e todos estão lá. É como agora os aviões terem pequenos televisores em cada assento — já não podemos estar na cabina com as nossas divagações pessoais ou simplesmente contemplando a paisagem. Há sempre alguém perto…”

Alain de Botton, em entrevista ao Expresso (21 Maio 05) a propósito do seu último livro “Status Ansiedade”.


17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

só para deixar um beijinho ao som do kitaro

22 maio, 2005 12:18  
Anonymous Anónimo said...

e, continuando a ouvir, apetece-me dançar contigo

22 maio, 2005 12:19  
Blogger Raquel V. said...

Mil jokinhas matinais Mizinha... :*



Sobre o post:
Depois de reflectir um pouco sinto que existem várias faces para uma moeda, umas boas outras más e eu de filósofa tenho pouco, só mesmo de observadora de ideias. Mas das dos outros e das minhas...
Para as nossas gerações, aquelas em que o computador chegou de mansinho... a internet veio tornar-se num complemento precioso. Para nós, que sabemos bem o que é precisar de um horário de determinado comboio ou de ter vontade de ler o jornal sem pagar por isso ou enviar uma carta aos amigos sem gastar selo.


(Nem vou falar sobre o bem que pode ser ensinar os idosos a funcionar com a net)


Mas para as novas gerações, é mais complicado, para aquelas que acordam já com o Messenger no PC lá de casa. Para esta geração qu, sem uma gestão criteriosa pode vir a tornar a net num indiscriminado local de consulta de ideias ou imagem, sem ter com quem as debater, pq a família está demasiado desagregada (excesso de trabalho, stress, etc.) e acaba a não se lhe explicar que nem tudo o que está neste ecrã é real.


O que nos leva a uma outra face da moeda, afinal as gerações "televisão" até se têm safado, ou nem por isso?

22 maio, 2005 13:11  
Blogger Madalena said...

Por enquanto, por mim, vale a pena!
É uma bela sem senão. Até ver.
Beijinhos e bom domingo, querida Cin!

22 maio, 2005 16:30  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Mitsou
Felizmente, o 1984 de Orwell não se verifica ainda, podemos desligar os aparelhos... a questão é se temos a força de vontade para isso, porque pensar a sós às vezes não nos ajuda.
Um beijo
Daniel

22 maio, 2005 17:00  
Anonymous Anónimo said...

Echelon,desculpe,oxalá!
Bj

22 maio, 2005 17:33  
Anonymous Anónimo said...

Olá menina da música bonita!
Pois este 'post' dá um ensaio, mas não agora que acabo de chegar... mas que hei-de responder, hei-de! Beijo, IO.

22 maio, 2005 18:19  
Blogger lobices said...

...venho desejar um bom resultado para o "nosso" Clube!... o FCP
:)*

22 maio, 2005 18:38  
Anonymous Ni said...

Pois Mitsou...é a vida,mas se soubermos fazer uma utilização racional,só tem vantagens,não é?
A que se recusava a entrar nestes caminhos...ele há coisas...

22 maio, 2005 18:40  
Anonymous Dora said...

Não, não há internet que nos livre da solidão quando é ela é daquelas que corrói a alma lentamente...Talvez do ponto de vista intelectual isso seja verdade e "haja sempre alguém lá perto", seja a internet ou outra mente. Mas quando se trata de emoções...

22 maio, 2005 20:07  
Blogger wind said...

Tudo tem os seus prós e os seus contras. Há que saber equilibrar as coisas. Beijos

22 maio, 2005 21:31  
Blogger Pamina said...

Até há pouco tempo, eu usava a Internet quase exclusivamente para procurar informações. Agora vejam no que fui meter...
Como já foi dito, acho que este mundo internético tem lados positivos e negativos. Desde que não se torne numa obsessão em deterimento de outras actividades, penso que está tudo bem.

Mitsou e visitantes dêem um pulo até ao BonaMusica para resolver um enigma musical.

22 maio, 2005 21:46  
Blogger AS said...

Esta questão gera naturalmente muita controvérsia. Acho que é um debate que ainda está por fazer. As coisas avançam a um ritmo alucinante e talvez não estivessemos preparados para essa rápida evolução. Em todo o caso, julgo que, nos actais moldes, é muito mais perniciosa a televisão (que eu não vejo)...


Um beijo grande Mi

22 maio, 2005 23:34  
Anonymous zezinho said...

Enquanto forma de adquiri conhecimento, é óptimo o uso da Net.
Porém, acentua a solidão, que parece ser o traço comum a quem anda por cá.
Mas já falámos disso..
Beijos, beijos

23 maio, 2005 00:34  
Blogger TMara said...

Não sei não. Há aqui muita matéria para pensar, mas no k toca ao não estarmos sós (nós eo nosso pensamento) não concordo.Para as novas gerações é necessário cuidados mas creio k elas encontrarão o equilíbrio no uso da net. Alienados andamos nós por uma ou outra coisa...Nomeadamente o cansaço da vida {excesso de trabalho, de horários, de tempo perdido nas deslocações, de termos k ser perfeitas, super-mulheres (nos H. a situação é outra, mas n/ a considero + leve)}Boa semana: bjs e ;)

23 maio, 2005 10:28  
Blogger Raquel V. said...

Jokinhas matinaissssssssssssssssssssssssssss
querida Mi!

:*

23 maio, 2005 12:21  
Blogger andorinha said...

Como já temos falado, há vantagens e desvantagens. Penso que deverá haver uma gestão equilibrada das coisas. Se assim for, não haverá problema, penso eu.
Beijinho grande.:)

23 maio, 2005 19:09  

Enviar um comentário

<< Home