tijolices

Para ir sendo construído, disse eu no início. A obra acabou.

Nome:
Localização: Lisboa, Portugal

segunda-feira, março 14, 2005

Lembrança


«Talvez por estar habituado a ser medido de longe é que o Português parece assim, vergado à História. Lá anda, como se diz. Labuta à margem da Europa, muito com ele. Umas vezes descobrem-no, feito pastor, encabritado num penhasco; outras como andarilho sem norte, de feira em feira. Há quem o veja João Soldado em África com o diabo no bornal, ou como rapa-tacho de quartéis em horas de cornetim. Sim, também isso; isso e mil coisas mais. Mas focado com rigor e em ampliação condigna, é possível descobrir-lhe os segredos da coragem e da beleza no seu risco de resistir, sobrevivendo no hora a hora.»
(José Cardoso Pires, in "E agora, José?")
(foto:www.thousandimages.com)

5 Comments:

Blogger gato_escaldado said...

foi bom ler Cardoso Pires. e ver a ternura dos teus gatos. gostei do blog. voltarei.

grato pela visita a "gato-na-paisagem.blogspot.com"

abraço

14 março, 2005 11:20  
Blogger AS said...

É verdade. O peso da história parece ainda pesar em todos nós!...
Olhar o futuro é a melhor forma de exorcizar fantasmas...

Um beijo

14 março, 2005 13:44  
Blogger lobices said...

...e agora tijolita?... :) *

14 março, 2005 14:11  
Blogger Toni Castor said...

Descobri este blog (por sinal muito interessante) por pertencer à lista de blogs de um outro. Faz o mesmo a este (cinecultura.blogspot.com) e ajuda a divulgá-lo. Porque a entreajuda é uma coisa muito bonita.

Aguardo as vossas visitas. Obrigado

14 março, 2005 15:04  
Blogger lique said...

Gostei muito de recordar José Cardoso Pires e este olhar sobre ser português. Beijinhos, amiga

14 março, 2005 21:38  

Enviar um comentário

<< Home